Quem sou eu

Minha foto
Sou o eu-lírico oculto na sombra fria da palavra mais bonita.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Meninas são malvadas


Meninas são malvadas. Aproveitam-se da inocência de nós meninos... Tiram proveito do nosso fascínio pela sua simpatia, pelo seu sorriso, e usam de nossa gentileza para regojizo próprio.
Meninas são malvadas. A maldade está toda na esperteza de vocês: por querermos ser tão bons para vocês quanto são tão belas aos nossos olhos, vocês são más por raro retribuir quando ao não atentarmos o quanto estamos maravilhados, e por tanto estarmos maravilhados, ficamos nos seus pés tentando trazer de volta o sorriso que não era para nenhum de nós, meros meninos.
Meninas são malvadas. Ou nós somos uns completos babacas, nos tornamos uns completos babacas, por vocês que raro sorriem para nós meninos por raro pedirem para tirar proveito de onde tão pouco podem usurpar. De nós, meninos.
Meninas são malvadas. E são. Contudo, somente até que o completo idiota, tomado de ira ou desespero, se veja cansado disto tudo. E as ameace...

E tudo isto inspirado em um moleque de cinco ou seis anos que bravamente brigava com duas de no mínimo sete... Contudo sempre há quem diga, tal a mãe ali presente, que ele brincava.

23 de fevereiro de 2012  -  11h 55min

Adolfo J. de Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário